No Brasil

  • 11/01/2010

    Grupos de Awá-Guajá sem contato continuam ameaçados no Maranhão

    A situação de risco vivida pelos grupos Awá-Guajá sem contato na terra indígena Araribóia continua. Em novembro, deste ano de 2009, foi constatado que os madeireiros abriram uma estrada clandestina na parte norte da terra indígena Araribóia, rumo a Lagoa Buritizal, onde é o espaço de caça e coleta dos grupos Awá-Guajá, sem contato, que […]...

  • 07/01/2010

    Um novo massacre que se anuncia

    Moradores do município paraense de Prainha que estavam acampados às margens do rio Uruará sofreram um atentado no dia 03 de janeiro. Eles protestam desde o dia 25 de novembro contra a retirada ilegal de madeira feita pela madeireira Jaurú onde é a Reseva Renascer. Uma balsa carregada de madeira ilegal, empurrada pelo B/M Silva […]

  • 07/01/2010

    Informe nº 895: Nova estrutura funcional da Fundação Nacional do Índio: algumas questões para refletir sobre as mudanças

    Os povos indígenas esperavam, desde 2003, que o Governo Lula promovesse uma discussão aberta e séria sobre as possibilidades de implementar uma nova política indigenista, bem como, sobre o órgão oficial que deveria conduzi-la. Esperavam por um amplo debate no qual suas experiências e propostas fossem consideradas na busca de soluções para os problemas e […]...

  • 06/01/2010

    Índios isolados em Rondônia e no Brasil: alerta de genocídio

    ASSINE ESTE ABAIXO ASSINADO  <http://www.abaixoassinado.org/assinaturas/assinar/5450>   Exmo Senhor Luís Inácio Lula da Silva, Presidente da República Federativa do Brasil Exmo Senhor Tarso Genro, Ministro da Justiça do Brasil Exmos. Senhores Procuradores do Ministério Público Federal –Procuradoria Geral da República – 6ª Câmara de Coordenação e Revisão/Índios e Minorias, e MPF do Estado de Rondônia   […]...

  • 05/01/2010

    Incêndio criminoso na Terra Indígena Guarani Nhu Poty (Flor do Campo) – Rio Grande do Sul

      “Queimaram a nossa casa, queimaram nossos alimentos, queimaram nossas roupas, queimaram nossos colchões e nossas panelas. Era tudo que tínhamos!” (Cacique Mariano Garai da área Nhu Poty)   Na noite de 01 de janeiro de 2010 foi ateado fogo em uma das poucas casas que foram construídas para famílias Guarani na terra indígena Flor […]

  • 05/01/2010

    Guarani-Kaiowá. Truculência e omissão

    “Na construção dos processos desenvolvimentistas, nós projetamos, sobre o Estado nacional, algumas perspectivas desconsiderando que existem, neste mesmo espaço geográfico, outras temporalidades, ou seja, que existem outros grupos que também convivem nesse mesmo território e que entendem este espaço de forma diferente”. A afirmação é da doutora em Educação Iara Tatiana Bonin. Em entrevista à […]...

  • 04/01/2010

    FUNASA denies medical care in Mato Grosso do Sul: absurdities from an ominous indigenist policy

    The president of the National Foundation of Health (Funasa), Danilo Forte, in a statement in relation to the appeals of the Guarani-Kaiowá that they be assured health assistance, declared: “We are only able to make investments in villages that are legalized” and emphasized that the Funasa is not able to care for indigenous peoples in […]

  • 04/01/2010

    Ethnocide in Mato Grosso do Sul. Special interview with Egon Heck

    The virulence of violence against the indigenous peoples in Mato Grosso do Sul is not only a reality, but is increasing shockingly. Every day, new cases of atrocities against, primarily, the Kaiowá Guarani are related, revealing an process of absurd ethnocide. “This type of aggression and violence is totally outside of any legal parameter and […]

  • 19/12/2009

    Funasa nega atendimento em Mato Grosso do Sul: absurdos de uma política indigenista nefasta

    O presidente da Fundação Nacional de Saúde (Funasa), Danilo Forte, manifestando-se em relação aos apelos dos Guarani-Kaiowá para que lhes fosse assegurada assistência em saúde, declarou: “A gente só pode fazer investimentos em aldeias que estão legalizadas” e enfatizou que a Funasa não pode atender indígenas nas áreas "em litígio". Ele se referia aos Guarani-Kaiowá […]...

  • 18/12/2009

    894: Guarani Youth is found dead in school in Mato Grosso do Sol

    GUARANI YOUTH IS FOUND DEAD IN SCHOOL IN MATO GROSSO DO SUL   One more Guarani Kaiowá died in the context of the struggle for land of the Kurusú Ambá community. A youth of 15 years was found dead yesterday, December 16, in an indigenous school of the village of Taquapiry, in the municipality of […]

Page 640 of 649