Na ONU, Estado brasileiro ignora violações de Direitos Humanos pelo agronegócio, financiador de políticos anti-indígenas

Na ONU, Estado brasileiro ignora violações de Direitos Humanos pelo agronegócio, financiador de políticos anti-indígenas

Após denúncias apresentadas pelo Cimi, representante do Brasil afirma não existir relação direta entre empresas que financiam campanhas políticas e ataques aos povos indígenas e suas terras tradicionais.
Liderança indígena Karipuna reivindica na ONU punição às empresas que violam direitos humanos dos povos indígenas

Liderança indígena Karipuna reivindica na ONU punição às empresas que violam direitos humanos dos povos indígenas

Segundo André Karipuna, a violência praticada contra o patrimônio indígena destruiu completamente mais de onze mil hectares de território; 80% nos últimos três anos.

 

a causa indígena é de todos nós

Conheça esse importante instrumento de denúncia de violências contra os povos originários no país

Acesse e contribua com a Cartografia de Ataques Contra Indígenas

Comunique anonimamente ao CIMI sobre violações de direitos e violência contra comunidades indígenas

AGÊNCIA PORANTIM

Jornal Porantim 405: Uma universidade pintada de povos

Jovens estudantes indígenas e quilombolas lutaram e venceram: a bolsa permanência foi retomada. Este é apenas mais um capítulo das mobilizações para que a universidade se pinte de povos

Confira petições, pareceres e documentos relevantes para a defesa dos direitos indígenas

Confira o plano pastoral do Cimi, materiais e artigos sobre espiritualidade, teologia índia e missão